Warning: Creating default object from empty value in /home/406716.cloudwaysapps.com/knvjzggrrd/public_html/wp-content/plugins/wptouch-pro/core/admin-load.php on line 107
Nova Honda CB 1000R: pura adrenalina, mas com muita segurança!

Data: 09/02/2020

Nova Honda CB 1000R: pura adrenalina, mas com muita segurança!

Por: RODRIGO FREITAS Fotos: LICINÁIRA BARROSO

Totalmente diferente da sua antecessora, a nova Honda CB 1000R chama a atenção pelo seu visual retrô futurista e faz uma releitura do estilo Café Racer.

Para quem não sabe, Café Racer é uma categoria de motocicleta desenvolvida para corridas de curto percurso, que eram utilizadas por jovens, na década de 60, para apostar corridas entre cafés, onde gostavam de se reunir para correr e ouvir música nas famosas jukeboxes.

As motos eram preparadas com motores rojões, pneus radiais e suspensões profissionais, mas conservando o jeitão original, sem carenagem e, muitas vezes, com o guidão original. Na nova CB 1000R a Honda atendeu bem a moda e trouxe bastante tecnologia embarcada.

A Honda possui uma fama de possuir motos fáceis de serem pilotadas e a CB 1000R não poderia ficar de fora. A moto está muito na mão, possui uma ótima posição de pilotagem, é confortável, não cansa em logos percursos e tem boa performance na cidade. Eu me senti muito à vontade, mesmo com meus 1,90 m de altura, me encaixei bem à moto.

SEGURANÇA

A Honda CB 1000R demonstrou ser muito segura. Durante toda a nossa avaliação, que durou uma semana (acho que foram os sete dias mais rápidos da minha vida!), a moto transmitiu muita confiança. Tão na mão que, quando você acelera, percebe na hora que se trata de uma legítima 1000cc, mas, por ser fácil de dominar, não assusta.

Este modelo chamou muito a atenção por onde eu passava. A rabeta curtinha e limpa e o pneu largo aro 17 dão um visual super bonito e esportivo para a moto, que conta também com uma balança monobraço, sistema voltado para a obtenção de um melhor desempenho e o máximo de contato da roda com o solo.

Visualmente, o monobraço dá uma cara mais “clean” ao modelo além da diferença de peso comparado ao sistema convencional de fixação da roda em dois pontos. O suporte de placa é preso à balança, aspecto que soma à beleza da moto.

MOTO PISTA

Sem dúvida esta moto possui o DNA de pista. A sonoridade é digna de um motor 4 cilindros em linha e cabeçote de 16 válvulas que proporcionam uma potência máxima de 141,4 cv a 10.500 rpm e torque máximo de 10,2 Kgfm a 8.000 giros. Motor herdado da CBR 1000R Fireblade de 2008 a 2011 e remapeado. O câmbio é de seis marchas e as trocas são rápidas e suaves.

Como tudo que acelera forte precisa parar, a CB 1000R possui um ótimo sistema de frenagem que conta com freios ABS independentes nas duas rodas e não é possível desligar. Discos duplos de 310mm na dianteira e disco simples de 256mm na traseira. Em uma frenagem brusca e inesperada, o pisca-alerta é acionado automaticamente trazendo mais segurança ao piloto e para quem vem atrás.

Outro ponto positivo da CB 1000R é o assento com dois níveis. Além da boa ergonomia, ele possui uma textura mais grossa e é bem macio. O nível mais atrás é removível e revela um pequeno porta-objetos. O banco não é exatamente baixo (tem 830 mm), e cresceu um pouco em relação ao modelo anterior.

O escape é na configuração 4/2/1, com uma saída para cada cilindro, depois reduzido a dois e, finalmente, direcionados a uma única saída. Essa tecnologia de exaustão é eficiente e, além de trazer maior performance, ajuda a dar uma linha de torque mais linear. Na minha opinião, deixa a moto com um visual ainda mais bonito.

O acelerador eletrônico, além de ajudar no controle de despejo de potência, mantém o guidom mais limpo, pois dispensa os conduítes com cabo de aço.

O painel é totalmente digital, com conta-giros, velocímetro, indicador de marchas, consumo médio e instantâneo, marcador de combustível, entre outros mostradores. Mesmo em movimento, é fácil a seleção dos itens do painel no punho esquerdo.

A CB 1000R possibilita ao piloto configurar o modo de pilotagem entre Sport, Standard, Rain e User. Cada modo possui uma distribuição diferente em três níveis: controle de tração (T), freio motor (EB – Engine break) e potência (P). No modo User é possível definir manualmente esses níveis.

O modo Sport entrega o mínimo de controle de tração e freio motor e máximo de potência. O modo Standard define níveis intermediários. Já o modo Rain (modo mais seguro), o máximo em controle de tração, intermediários em freio motor e mínimo em potência.

CONCLUSÃO

Com preço sugerido de R$ 60.900,00, a nova Honda CB1000R é uma excelente opção para quem gosta de velocidade, mas não abre mão da tecnologia, conforto, qualidade, beleza e, principalmente, segurança.

 

Compartilhe

Deixe o seu comentário