Data: 17/03/2017

Toyota Corolla 2018 chega mais completo e trás de volta a versão XRS!

Por: Licinaira Barroso, de São Paulo*

Tenho que confessar! Nós jornalistas somos chatos. Mas somos chatos porque sabemos que os fabricantes de automóveis podem fazer melhor. E por isso, criticamos quando algo não sai como gostaríamos. Foi o que aconteceu quando lançaram a linha anterior do Toyota Corolla. As matérias publicadas teceram elogios, MAS também rasgaram o verbo com críticas (construtivas, diga-se de passagem) por conta da falta de um item de segurança tão importante, principalmente, para o sedan do naipe do Corolla: o Controle de Estabilidade (ESC).

Felizmente, os executivos da marca japonesa abriram os olhos e nos deram ouvidos! A linha 2018 do Corolla, que acaba de chegar às concessionárias Toyota de todo o País, já conta com o ESC de série em todas as versões! E não foi só isso não!!! Além do Controle de Estabilidade, o Corolla passa a sair de fábrica, desde a versão de entrada, com Controle Eletrônico de Tração, Assistente de Subida em Rampa, Assistente de Frenagem e sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para motorista).

Somados a outros itens inéditos, o modelo ficou bem mais completo… e caro. Porém, menos caro do que se previa. A versão mais vendida, a XEi, por exemplo, ganhou cerca de R$ 7 mil em equipamentos (além dos já citados, monitor de estacionamento multimídia 7”, luz diurna de rodagem, Push Start, Smart Entry, TFT colorido no painel, antena Shark Fin e rodas aro 17”), mas ficou cerca de R$ 3 mil mais caro. De R$ 96.990,00 passou para R$ 99.990,00. Confira abaixo como ficou a tabela de preços sugeridos do Novo Corolla 2018.

ModeloVersãoPreço público sugerido
Toyota Corolla 20181.8 L GLi manualR$ 69.690,00
1.8L GLi Multi-DriveR$ 69.990,00
1.8L GLi Upper Multi-DriveR$ 90.990,00
2.0L XEi Multi-DriveR$ 99.990,00
2.0L XRS Multi-DriveR$ 108.990,00
2.0L Altis Multi-DriveR$ 114.990,00

 

 A VOLTA DO XRS

Sim, você leu certo! A penúltima versão da tabela acima é mesmo a esportiva XRS!!! Bom, esportiva por conta dos acessórios – aerofólio, saias, ponteira do escapamento cromada e o exclusivo emblema XRS no canto inferior direito da tampa do porta-malas! Afinal, a motorização é a mesma 2.0L de 154 cv de potência máxima das versões XEi e Altis. Mas ela está uma graça nesta geração do Corolla, não achou? Pena que as únicas cores ofertadas para esta versão são a Branco Polar e a Preto Eclipse. Faltou, na minha opinião, a Vermelho “Não uso espelho para me pentear”!

TAPA NO “VISU”

Olhando rapidamente, não é muito fácil distinguir um Corolla 2017 para um 2018. A parte dianteira, os faróis e a grade ficaram mais afilados. Na traseira, a mudança está nas lanternas, que agora são de LED e com nova disposição das luzes. Além disso, os cantos do para-choque ganharam vincos aprofundados, transmitindo uma sensação maior de tridimensionalidade e modernidade ao veículo, e aparência mais alongada, proporcionando mais robustez. Já internamente, a única mudança foi o sistema multimídia que agora conta com uma tela LCD de 7” sensível ao toque (nas versões XEi, XRS e Altis).

Por falar em versões, confira abaixo o conteúdo de cada uma delas:

GLi – A versão de entrada sai de fábrica equipada com direção eletroassistida progressiva; ar-condicionado com controle manual; chave do tipo canivete com comandos do alarme integrados; computador de bordo com seis funções (consumo médio e instantâneo, indicador Eco Drive, autonomia, velocidade média, tempo percorrido, controle de iluminação do painel e da temperatura externa); coluna de direção com regulagem de altura e profundidade; hodômetro e relógio digital; sistema de som com conectividade USB, para iPod® e similares, e dispositivo Bluetooth®; vidros e retrovisores com acionamento elétrico; volante multifuncional; Controle Eletrônico de Estabilidade, Controle Eletrônico de Tração, Assistente de Subida, sete airbags, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem; entre outros.

XEi – A versão mais vendida trás todos os itens da anterior mais: ar-condicionado digital; Smart Entry – sistema de destravamento das portas por sensores na chave; Push Start – sistema de partida sem chave (estes dois últimos são novidades para a versão); espelho retrovisor interno eletrocrômico; controle de velocidade de cruzeiro; rodas de liga leve aro 17”; antena shark fin; faróis de neblina dianteiros; acendimento automático dos faróis; painel de instrumentos com tela TFT colorida de 4,2”; sistema multimídia Toyota Play com tela LCD de 7” sensível ao toque e áudio compatível com DVD player, CD-R/RW, MP3, WMA e AAC e rádio AM/FM; sistema de navegação GPS; TV digital e câmera de ré; Bluetooth®; quatro alto-falantes e dois tweeters; entre outros.

XRS – A versão esportiva se diferencia da XEi pelo acabamento interno na cor preta; aerofólio traseiro com luz de freio em LED; saias esportivas laterais, frontal e traseira; ponteira do escapamento cromada; faróis dianteiros em LED; ajuste de altura do farol; e rodas diamantadas aro 17”, com acabamento em preto brilhante.

Altis – A versão topo de linha tem como diferenciais, ar-condicionado dual zone (novidade); limpador do para-brisa com sensor de chuva; banco do motorista com regulagem elétrica de oito posições; espelhos retrovisores externos eletrorretráteis automáticos; e rodas diamantadas aro 17”, com acabamento na cor cinza.

MESMO TREM DE FORÇA

O Corolla 2018 mantém os dois tipos de motorização atuais:

– 1.8L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 144 cv a 6.000 rpm, quando abastecido com etanol, e 139 cv a 6.000 giros, com gasolina. O torque máximo nesta configuração é de 18,6 kgfm (com etanol) e 17,7 kgfm (com gasolina), sempre a 4.800 rpm.

– 2.0L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 154 cv a 5.800 rpm, quando abastecido com etanol, e 143 cv de potência a 5.800 giros, com gasolina. O torque máximo nesta configuração é de 20,7 kgfm a 4.800 giros (com etanol) e 19,4 kgfm a 4.000 rotações (com gasolina).

Ambos os motores são construídos com bloco e cabeçote de alumínio, e oferecem a combinação perfeita entre desempenho, durabilidade e facilidade de reparação.

As transmissões que equipam a linha 2018 são as já conhecidas, manual de seis velocidades, para a versão de entrada GLi, e a consagrada automática Multi-Drive, disponível nas outras versões. A transmissão Multi-Drive deriva da tecnologia CVT, e foi adotada para atender o consumidor brasileiro, que privilegia desempenho, sem abrir mão do conforto e do baixo consumo de combustível. Seu diferencial é um software de gerenciamento, que reproduz sete marchas, mesmo quando o motorista conduz o veículo com o câmbio na posição Drive.

A transmissão Multi-Drive da Toyota oferece, em todas as versões, a possibilidade de trocas manuais sequenciais. Na GLi, exclusivamente na alavanca de câmbio. Nas versões XEi, XRS e Altis, as trocas sequenciais também podem ser feitas por meio das borboletas localizadas atrás do volante. Estas três versões do sedã possuem a tecla “Sport Mode” que, quando acionada, altera o mapeamento do software de gerenciamento da transmissão e proporciona ao Corolla um comportamento dinâmico mais esportivo.

Com vendas a partir de 17 de março, o novo Corolla continuará a escrever sua trajetória de sucesso global, que completa cinco décadas neste ano. No Brasil, sua história começou no início dos anos 1990, quando o modelo chegou por meio de importações. A partir de 1998, o sedã passou a ser produzido na planta da Toyota de Indaiatuba (SP). O Corolla liderou o seu segmento em 10 dos últimos 13 anos e, atualmente, possui aproximadamente 44% de participação de mercado.

CINQUENTÃO ENXUTO

Em outubro de 1966, época em que a demanda por veículos de passeio começou a crescer no Japão, a Toyota lançou a primeira geração do sedã médio Corolla, equipado com motor 1.0 e cinco lugares. Durante os últimos 50 anos, consumidores de todas as partes do mundo compartilham o mesmo carinho pelo modelo. Por isso, o time de desenvolvimento da Toyota tem trabalhado constantemente para superar as expectativas dos clientes.

Atualmente, 13 países produzem o sedã médio, que já atingiu a marca de mais de 1,3 milhão de unidades comercializadas anualmente, em cerca de 150 países. Desde o início de sua fabricação, o Corolla soma mais de 44 milhões de unidades licenciadas em todo o mundo, marca que o coloca como o veículo mais vendido de todos os tempos.

No Brasil, os primeiros Corolla desembarcaram em 1994, com a abertura do mercado para as importações. Com o crescente interesse dos consumidores brasileiros pelo sedã da Toyota, destacado pelo reconhecimento e repercussão internacional do modelo ao redor do mundo, a montadora iniciou sua produção em território nacional em 1998, na planta de Indaiatuba (SP), instalada especialmente para fabricar as primeiras versões do Corolla nacional, que já estava em sua oitava geração.

Daquela época até os dias atuais, o sedã médio vem se destacando como um dos veículos de maior sucesso em vendas de seu segmento, em todo o Brasil. No ano passado, por exemplo, o modelo foi responsável por 48% das vendas totais na categoria, com 64.737 unidades comercializadas.

*A jornalista viajou a convite da Toyota do Brasil

Galeria de Fotos

Compartilhe

Deixe o seu comentário